(011) 3181 6676
Seja bem-vindo!

Mauro Camargo

Mauro Camargo

Mauro Cesar Bruginski Camargo é o terceiro e último filho da família. Nasceu em uma cidade pequena, e que até hoje é pequena, chamada Rebouças, no sul do Paraná.

Morava numa grande casa de madeira, daquelas com sítio, pomar e horta, campinho de futebol e piscina, e quando saía pelas manhãs frias para ir à escola (muitas vezes com geadas cobrindo os gramados), sentia-se muito tentado a passar direto pelo portão de entrada e ir pescar no rio que passava bem rente ao muro dos fundos do Grupo Escolar Professor Júlio Cesar.

Seu pai, Afonso Vidal Camargo, hoje aposentado como comerciante, trabalhava no mato, com madeira e erva mate, e tinha um dos bares mais movimentados da cidade. Sua mãe, Ignez Bruginski Camargo, também aposentada, mas, como professora, na época era secretária do Grupo Escolar, o que dificultava aquela vontade de fugir para o rio e pescar.

Em 1974, Mauro mudou para uma cidade maior, Ponta Grossa, também no Paraná, com alguma angústia por estar deixando para trás uma infância cheia de regalias. Porém, estudar era preciso e, em 1984, formou-se em odontologia pela Fundação Universidade Estadual de Ponta Grossa. Neste mesmo ano mudou para o litoral de Santa Catarina, para outra pequena cidade, Penha, onde, rapidamente, se apaixonou pelo mar e teve certeza de que não conseguiria mais viver sem ele. O mar veio sanar a angústia pela natureza que ficou perdida no tempo, desde que saiu de Rebouças, com seus rios, matos e poesias sutis.

Em 1990 pós-graduou-se em endodontia, pela Universidade Federal de Santa Catarina, em Florianópolis.

Em 1997, mudou para Balneário Camboriú, onde reside atualmente. Tem um filho de 20 anos, do seu primeiro casamento com Denise Arliane Amarante Camargo: Nieje Amarante Camargo, que está terminando a graduacao em design industrial.

Foi ainda em Ponta Grossa, lá pelos 16 anos, que conheceu melhor o espiritismo e também se apaixonou.

Logo transformou esta paixão em amor profundo, que o levou a estudar tudo o que aparecia pela frente.

Felizmente encontrou uma literatura riquíssima e transformou a teoria em prática com bastante facilidade e intensidade. Atualmente dirige um grupo de estudos e trabalho mediúnico, que já vem atuando, sem interrupções, desde o ano de 1986, e que tem por normas principais a disciplina e a ética, tão bem fundamentadas por Kardec.

Em 1997 publicou seu primeiro romance, A ilha de Alor, pela Editora Blocos, do Rio de Janeiro, com conteúdo espiritualista. Em 2000, publicou Bala, perdida?, pela Editora Hemisfério Sul, de Blumenau, um romance policial. No ano de 2003, publicou Ana cabeluda do pano na cabeca, pela Editora Momento Atual, de Florianópolis, um romance infanto-juvenil. Tem inúmeros contos e poesias premiados em concursos nacionais, assim como publicados em diversos sites de literatura, inclusive fora do Brasil, como em Portugal e Cabo Verde. Alguns deles podem ser lidos no seu blog: http://www.sombrapensante.blogspot.com.

Trabalha como dentista durante o dia, escreve pelas madrugadas, gosta de cozinhar nos finais de semana, aprender sobre vinhos e fazer móveis, como passatempo, quando está estressado. É casado com Grasiela Antunes Paiano, também dentista, doutora em cirurgia e que mora em Florianópolis, distante cerca de 70 km de Balneário Camboriú, e que é sua grande companheira de trabalho, de cozinha, de estradas, de mar, de poesias sutis, de alegrias e tristezas, bem como a primeira leitora das coisas que sai por aí escrevendo.

8 Item(s)

por página

Indicar Direção Ascendente

8 Item(s)

por página

Indicar Direção Ascendente
[profiler]
Memory usage: real: 23068672, emalloc: 22670632
Code ProfilerTimeCntEmallocRealMem